É Natal!

É… E vem chegando o Natal…. Mais um…

Será que vai ser  apenas mais um mesmo?

Natal não é tempo de presentes…. Quem inventou isso de presentes foi o comércio!

Se bem que a tradição reza que São Nicolau, que era bispo, se vestia de vermelho e, devido ao frio colocava a espécie de um gorro e saia pela sua diocese a distribuir presentes às crianças pobres que encontrava entrando nos casebres para levar um pouco de alegria àqueles coraçõezinhos esperançosos.

Nossos corações no natal deveriam ter a alegria da doação de São Nicolau; mas, infelizmente, vemos que o natal está se tornando apenas mais uma festa; apenas mais um momento de bebedeiras, de comilanças.

Como seria bom ver o natal voltar a ser o que de fato é: aniversário do filho de Deus que se encarnou para dizer, por gestos concretos, que nos ama.

Natal…

Neste tempo e neste dia que saibamos demonstrar aos irmãos e irmãs que valeu a pena Deus se fazer homem e estar no meio de nós.

Neste dia, que as estrelas sejam a lembrança do apontar Deus em nosso meio.

Neste dia, que a árvore lembre que devemos apontar para o alto.

Neste dia, que o presépio, criado por Francisco de Assis, lembre o homenageado.

Neste dia, que os enfeites e luzes lembrem nossa alegria em tê-lo em nosso meio.

Neste dia, que nos lembremos do grande amor de um Deus pela sua criação… Somos filhos amados… Gosto de dizer isso: somos amados… Somos amados… Somos amados!

Deixemos a “magia” do Natal nos encantar.

Deixemos a verdade do Natal nos assolar!

Deixemos que o natal se faça verdade em nosso dia a dia!

É natal…

É tempo de amar!

É natal…

É tempo de festejar!

É natal…

É tempo de olhar para aquele que chora e fazê-lo sorrir!

É natal!!!

Só quero terminar este nosso encontro festivo dizendo: 

Feliz  e Santo Natal!!

Deste irmão e amigo:
Pe. Delair cuerva.

By | 2018-12-23T10:52:57-03:00 dezembro 23rd, 2018|Artigo|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment